Apanhado

Tenho que escrever sobre índios, o perder-se nas estradas do Goiás, messianismo, exploração de taperas, Anaïs Nin, doces e pontes — mais algumas coisas que devo estar esquecendo. Iremos por partes, em etapas.

Mas, enquanto não meto a mão na massa, fiquemos com a noite feliz de ontem, última do Tadeu aqui em casa (procurem na edição de abril da Rolling Stone o resultado de sua temporada brasiliense).

Nessa sexta, a Funfarra (para resumir: festa simpática surgida em 2008, que se mudou do Parque da Cidade para as imediações da UnB) recebeu o GOG — para quem não conhece, rapper brasiliense, de músicas e ideias muito boas. GOG levou para o palco a corrupção em Brasília e a mobilização contra Arruda, P.O. e corja, bem como as barbaridades racistas ditas na recente audiência pública sobre cotas raciais na UnB. Para chegar lá, comboiozinho de bicicletas (Tadeu e eu, desamparados das nossas, de carona), em noite quente e de lua.

Por falar em bicicleta, em breve tem Peladada (World Naked Bike Ride) em Brasília. Melhor que pedalar pelados: pedalar pelados na Esplanada! E por falar em pelados e peladas, estão à venda os calendários lançados pelo povo ciclista de São Paulo, no melhor estilo folhinha de borracharia com engajamento, a denunciar como os ciclistas se sentem nus no trânsito ensandecido. Há duas versões, ambas de março a março. Tá certo que a Soninha-linha-auxiliar-do-PSDB posa em um dos meses, mas minha cunhada posa em outro, de modo que uma coisa compensa a outra. Pra comprar, aqui.

* Sinal de alerta. Hoje fechamos a tarde com Brasília firme em seu propósito de me cativar: céu passando de azul a branco de chuva, cinza esverdeado, amarelo pálido e laranja fogoso em questão de 15 minutos, com arco-íris, de diâmetro enorme, como costuma ser aqui. Ontem, a Julia, brasiliense desde a barriga da mãe, disse estar felicíssima por ver a mim, gringa, tomando a defesa de Brasília num debate com o Alan, carioca já candango — eu dizia que andar nas asas é, de modo geral, mais aprazível que andar em SP. Ela achou linda a inversão de papéis. De minha parte, preocupação…

Obs. Como andaram me perguntando: não, a moça acima não é minha cunhada. Mas junho é o mês do meu aniversário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: